Desejo Sombrio 1º Temporada | Crítica (2020)

‘’Desejo sombrio’’ conta a história de uma mulher, Alma Solares (Maite Perroni), que tem sua vida transformada num caos de um dia pro outro. Sua melhor amiga, Brenda Castillo (María Fernanda Yepes), é encontrada morta na banheira em um aparente suicídio. Além disso, Alma suspeita que seu marido a esteja traindo, e por isso acaba se envolvendo com o jovem Darío Guerra (Alejandro Speitzer).

A série tem uma boa premissa, mas não é bem executada. De início mais parece que tenta fisgar o público com suas cenas eróticas do que realmente contar a história, entediando quem assiste ao invés de entreter. Ela demora vários de seus 18 episódios para ‘mostrar a que veio’.

Aos poucos, bem aos poucos, a história muda o foco da trama entre Alma e Darío Guerra, para suspeitar de Darío como assassino de sua melhor amiga, o que não é tão difícil assim suspeitar episódios antes, com a pose de stalker que o personagem passa.

O problema é que a série passa episódios e mais episódios investigando Darío, mostrando o quão abusivo e suspeito ele é, para então nos levar por reviravoltas que muitas vezes não fazem sentido, são inverossímeis e por coincidências absurdas, que só aquela típica novela mexicana estereotipada poderia proporcionar.

Mesmo com um bom elenco, os diálogos são muitas vezes ou clichês demais ou expositivos demais, ficando claro que o roteiro se utiliza dos diálogos para suprir buracos que não consegue fechar de outra maneira. O destaque do elenco fica para a personagem principal, Alma, vivida por Maite Perroni, que consegue passar todo o caos e tensão que está na vida da personagem em seu rosto.

Por toda a história, ‘Desejo Sombrio’ é permeada pelas aulas de violência de gênero que Alma ministra na universidade, mas exceto em poucos momentos em que o tema foi realmente abordado, a série mostra os discursos das aulas de Alma, mas não dá a devida importância. Mas volto a dizer, a série ressalta em uma sessão de psicólogo de Alma que mesmo a personagem tendo mestrado, doutorado, sendo especialista nas diversas formas de violência e abusos que as mulheres sofrem, ela, como muitas mulheres na vida real que estão atentas a esses atos, não foi capaz de não ser mais uma vítima de abuso dos homens que a rodeiam.

No final, parece que a série se enroscou tanto em procurar um assassino para Brenda que, a confirmação de que Brenda realmente se matou não é o que decepciona, e sim toda a história por trás do Padrinho, exposta rapidamente. Jogando ao espectador uma reviravolta que praticamente surgiu do nada.

Um dos motivos para que o final seja decepcionante, além do roteiro, é a escolha de mostrar as teorias de Alma, Esteban e García visualmente. Em muitos casos, as teorias se mesclam e não fica tão claro se o que estamos vendo realmente aconteceu ou são só suposições.

Durante toda a série, principalmente por conta dos comentários a respeito de Alma e as sessões de psicólogo da personagem me levaram a crer que a professora realmente estava como uma bomba relógio, e a cena da piscina vermelha seria ela finalmente explodindo após ter a vida transformada em um caos e matando alguém. Não foi o caso, mas é impressionante o quanto Alma aguentou tanta coisa sem de fato ‘explodir’.

Apesar do roteiro ter muitas falhas consideráveis, e até mesmo erros de continuidade de roteiro, as outras partes técnicas não falham. A escolha das cores, dos figurinos e dos ambientes acertam em cheio com a proposta da série, focando nos tons escuros, voltados para o vermelho, que com a ajuda da fotografia transmitem bem a atmosfera de segredos e erotismo, além do figurino de Alma retratar suas emoções.

A trilha sonora envolve os momentos mais críticos dos episódios e ajuda a estabelecer o clima das cenas, mas infelizmente as outras técnicas não são o suficiente para suprir o que o roteiro não consegue.


Nota do Crítico: 2,0 = regular 

O critério de notas é estabelecido da seguinte forma: 

0,0 = péssimo

1,0 = ruim

2,0 = regular 

3,0 = bom

4,0 = ótimo

5,0 = excelente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo