Utopia 1 º Temporada | Crítica (2020)

Utopia é a nova série da Amazon Prime Video, baseada em série britânica homônima exibida pelo Channel em 2014. Assim como a antecessora, Utopia já foi cancelada em sua primeira temporada. A série conta a história de alguns geeks que acreditam em uma conspiração de uma HQ misteriosa, envolvendo governos, grandes indústrias e o possível fim do mundo.

A ideia da série é interessante. HQs misteriosas, símbolos escondidos nos desenhos, um vilão poderoso com oratória convincente e planos de assassinar milhões por meio de pandemias e vacinas. Todos os elementos que fazem uma boa história de ficção. O problema é que a série surge em um momento complicado para o mundo, e retrata a história de maneira apressada.

Antes de falar das consequências da produção da Amazon, é importante mencionar que o roteiro deixa muito a desejar. Os personagens realizam ações sem sentido, enquanto cada vez mais mistérios são jogados no espectador sem ao menos resolver os anteriores. E, para piorar, a série é repleta de cenas e planos com a única função de chocar o espectador.

O único ponto bom de Utopia é o elenco. Os atores conseguem segurar o roteiro mesmo quando as ações e falas de seus personagens não fazem sentido. Destaque para Ashleigh LaThrop (Becky), Rainn Wilson (Michael Stearns), Desmin Borges (Wilson) e o ator-mirim Javon Walton (Grant).

O grande problema da série foi seu lançamento em meio a pandemia de covid-19. Os avisos antes de cada episódio não são suficientes, sendo gatilho para muitas pessoas. A série ainda faz o péssimo trabalho de colaborar com o discurso anti-vacina e teorias da conspiração, fomentadas por fake news e o movimento alt-right.

Se fosse algo pontual em algum país, a situação da série poderia ser melhor, mas por ser um movimento mundial a série se complica. Se a produção já estava feita, que ao menos segurasse por alguns anos antes de lançar. Caso contrário, era melhor nem ter sido feita, visto que não acrescenta em nada ao espectador e já existe uma série com a mesma história.


Nota do Crítico: 1,0 = ruim

O critério de notas é estabelecido da seguinte forma: 

0,0 = péssimo

1,0 = ruim

2,0 = regular 

3,0 = bom

4,0 = ótimo

5,0 = excelente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo