CBLOL 2021 – 1º Dia

Após um ano de 2020 cheio de mudanças no CBLOL, já sabíamos que em 2021 tudo mudaria novamente com a entrada do Sistema de Franquias, novas organizações e um novo formato de competição e um League of Legends totalmente diferente com novos itens. Foi com esse sentimento de novos ares que o CBLOL 2021 iniciou. 

JOGO 1 – Pain x Loud

Pain Gaming vs LOUD Gaming. Imagem: Riot Games Brasil
 Pain Gaming vs LOUD Gaming. Imagem: Riot Games Brasil 

 A Loud, é umas das surpresas desse novo CBLOL. A organização já é uma das mais famosas no Brasil, mas somente agora está se aventurando nos campos de Summoners Rift. Já no primeiro jogo ela mostrou sua força nas redes sociais, ganhando a “Batalha das Hashtags” contra a Pain Gaming, a organização mais tradicional do Cenário. #FazoL 

Dentro de jogo, o time da Loud também quis mostrar empolgação de iniciante. Forçaram jogadas desde o level 1, conseguiram duas kills importantes, acelerando muito o jogo, porém a Pain Gaming usou toda sua experiência para voltar na partida. O jogo se tornou um toma lá, dá cá. Barão foi para mãos da Loud, a Alma do Dragão do Oceano ficou com o time da Pain. E quando parecia que a Pain tinha se encontrado, e iria levar o jogo, a Loud conseguiu fazer um backdoor incrível e ganhou a partida, se mostrando uma ótima novidade desse CBLOL. 

É ainda o primeiro jogo desse time da Loud no CBLOL, mas se continuarem com essa atuação, eles podem figurar entre os cabeças do campeonato. 

JOGO 2 – Rensga x Furia 


Rensga vs Furia. Imagem: Riot Games Brasil

Segundo jogo e o segundo jogo com estreia nesse CBLOL. Os cowboys da Rensga chegam em sua primeira partida oficial no CBLOL, após várias tentativas de subir para a primeira divisão. No começo do jogo, o time da Fúria mostrou qual seria seu boas-vindas aos Cowboys, foram kills atrás de kills. A dominação inicial da Fúria nos dizia que viria um stomp, mas isso não aconteceu. A Rensga segurou muito bem o jogo, igualaram os números de abates e o ouro, mas os objetivos ficaram todos nas mãos da Fúria. Depois de Alma do Dragão Infernal e dois barões, não tinha como segurar mais os Panteras. #DIADEFURIA 

Mesmo com essa derrota a Rensga tem muito o que mostrar, é um time muito novo, com nomes de muito potencial. 

JOGO 3 – Kabum x Red Canids 


Kabum E-sports vs Red Canids. Imagem: Riot Games Brasil 

O terceiro jogo marca o retorno da Red Canids a primeira divisão do CBLOL. E logo na sua primeira batalha eles tiveram que enfrentar o campeão do primeiro split de 2020. O jogo começou frio, diferente dos outros dois jogos. Os dois times começaram se estudando. Isso durou até os 10 minutos iniciais, onde começou a chuva de eliminações. A Kabum conseguiu 3 abates de uma vez, porém se perdeu em Summoners Rift, e após isso foi um stomp da Red Canids. A Red voltou ao CBLOL vencendo e convencendo, e não tomou conhecimento da Kabum em momento algum. Com um macro perfeito e muita ousadia dos jogadores, a Red se mostra um time entrosado e que pode pegar uma vaga nos playoffs. #areyoured? 

JOGO 4 – INTZ x Cruzeiro E-sports 

INTZ vs Cruzeiro E-sports. Imagem: Riot Games Brasil 

O quarto jogo, foi o jogo da estreia da INTZ, atual campeã do CBLOL. O time vem para esse novo split com algumas mudanças no time principal, mas ainda sim muito forte. Já o Cruzeiro é um time novo, com alguns nomes já conhecidos da comunidade, mas ainda assim, com pouca experiência. O time da INTZ começou atacando e conseguiu uma eliminação logo cedo, porém o Cruzeiro não se abalou, rapidamente passaram no número de abate e conquistaram todos os objetivos iniciais. Dragão, Arauto e torre. O Cruzeiro dominou completamente a partida e a INTZ se viu em uma situação em que nada dava certo. Todas as tentativas de criação de jogadas davam errado, até mesmo as situações em que eles tinham a vantagem. A INTZ estava perdida na partida e o resultado não poderia ser outro, se não o stomp do Cruzeiro. #goCRZ 

Se a INTZ sonha em ser Hexacampeã precisa se reorganizar, e trabalhar muito o macro e o micro-game de todos os jogadores. 

JOGO 5 – Flamengo E-sports x Vorax 

Flamengo E-sports vs Voraz. Imagem: Riot Games Brasil 

O último jogo do primeiro dia, trouxe o embate entre Vorax e Fla. Depois de um ano de 2020 apagado pelo time do Fla, eles vêm com uma lineup reformulada, buscando o bicampeonato. A Vorax é um time novo, mas com a base de outros dois times já bem conhecidos do cenário, a Falkol e a PRG. O Flamengo venho com uma proposta de muito engage e controle de grupo. E desde o início buscaram o jogo, dando um invade no lvl 1 e conquistando o primeiro dragão do jogo, assim que ele nasceu. O jogo se destacou pelas iniciações do time do Flamengo, que atropelou o time da Vorax. Em 25 minutos o Flamengo tinha mais de 10 mil de ouro de vantagem, Alma do Dragão do Oceano, barão em maõs. Com tudo isso em mãos foi só partir para o GG. #goFLA 

Com essa atuação do Flamengo, da para perceber que eles veem forte para esse split, possivelmente brigando pelo título. No geral, o CBLOL manteve o nível da transmissão, a nova comunicação visual está impecável. Os novos integrantes do plantel de comentaristas e casters também não deixam a desejar. E deixo meu destaque ao Mylon, que fez análises precisas e sempre muito didáticas. #PRESENTE Com certeza a melhor contratação da Riot para esse CBLOL. 

Amante da leitura, seja jornal, livros ou hqs. Adora um conta de fadas, inclusive é toda trabalhada na Fiona: meio ogra mas com coração de princesa. Marvete assumida com amor. EXLSIOR. E um café, por favor, bem forte e sem açúcar.
Post criado 47

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo