Beforeigners – 1ª Temporada | Crítica

Beforeigners é uma série da HBO Norueguesa de 2019, mas a primeira temporada só chegou ao fim pela HBO Brasil agora em 2021. A história é bem diferente, apesar de ser investigativa. Abre uma fenda temporal no meio do oceano e por meio de flashes chegam pessoas de diferentes épocas. 

Só por esse contexto a série se torna muito interessante, mas não para por aí. Lars Haaland (Nicolai Cleve Broch) e sua parceira viking Alfhildr Enginnsdóttir (Krista Kosonen) querem descobrir um assassinato de uma mulher da idade da pedra. Aí é que a história começa a se mostrar mais do que apenas uma viagem no tempo. Essa investigação é possível enxergar mais coisas acontecendo, como rede de prostuição e pessoas do nosso tempo querendo ser de outro tempo. 

O roteiro se desenvolve rápido, não é nada demorado e arrastado mesmo sendo uma produção europeia. Logo no primeiro episódio já temos várias respostas, mas muitas dúvidas também apenas alimentando mais ainda para assistir o segundo episódio e esperar por mais e mais. 

Mas o brilhantismo da série não é apenas fazer a gente grudar na tela e querer ver mais toda semana, mas como ela lida com assuntos tão importantes. Imigração e xenofobia, mesmo com todos eles sendo noruegueses. As pessoas que chegam de outras épocas, ou melhor, os viajantes, não são vistos muito bem nessa sociedade, a própria personagem principal é a primeira viajante a ser uma policial, grande parte é para ser uma propaganda positiva para a polícia e sua diversidade dentro dela, mas pessoas dentro não a aceitam.

Além de outras maneiras que a série mostra isso. A cidade ficando lotada de sem-tetos com barracas nas ruas e sujeira com pessoas das outras épocas morando lá e vendendo o que podem, grafites nas ruas mostrando o ódio pelas pessoas que chegaram de outras épocas, religiões diferentes sendo apagadas e também chega viajantes que são cristãos mais fervorosos ainda. Com essas pessoas brigas de outras Eras também chegam no mundo atual e como elas são resolvidas atualmente. 

A série criada por Anne Bjørnstad e Eilif Skodvin é um dos maiores tesouros da HBO ultimamente. Com atuações e roteiro incríveis, a série consegue passar por assuntos importantes sem ser maçante, ter um enredo único e fazer com o que o espectador queira ver mais toda semana. 

Nota do crítico: 5,0 = excelente

O critério de notas é estabelecido da seguinte forma: 

0,0 = péssimo

1,0 = ruim

2,0 = regular 

3,0 = bom

4,0 = ótimo

5,0 = excelente

fiz cinema e eu adoro filmes de terror e sci fi, principalmente se tiver pelo menos 30 anos de idade. adoro ficar discutindo séries por horas!
Post criado 12

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo