Quem Matou Sara? – 1ª Temporada | Crítica

Quem Matou Sara? é a nova produção mexicana da Netflix, conta sobre Alex (Manolo Cardona), irmão de Sara (Ximena Lamadrid), que saiu da prisão 18 anos depois. Ele foi preso injustamente pelo assassinato da irmã. Ele quer descobrir o verdadeiro assassino e tem certeza que foi a Família Lazcano.

A série se inicia logo na cena da morte de Sara, é uma morte bem estúpida para ser sincera, ela cai de um paraquedas em uma lancha, mas não bate a cabeça em nada, apenas cai na água e… morre. O que acontece é que as cordas foram cortadas e quem poderia ter feito isso seria Rodolfo Lazcano (Alejandro Nones), mas sua família poderosa tenta esconder e acusa Alex por isso.

A família Lazcano é o puro clichê de família rica e poderosa, existe muito em novela ou em séries americanas dos anos 80. É a junção de tudo que há de mais cafona no audiovisual mundial. O chefe da família, Cézar Lascano (Ginés García Millán), é quem mais sofre com isso. Ele é mau por ser mau, ele gosta de ser ruim, sem explicação nenhuma. Ele quer poder e mais poder, ele tem um casino onde chega de helicóptero para apenas para mostrar que tem um helicóptero.

A história em si tenta sempre surpreender a cada episódio, nunca tenta deixar claro um caminho para seguir com a investigação. Todo episódio precisa terminar com algo que deixe o espectador de queixo caído e isso começa a ficar massante e até um pouco cômico. Além de apresentar passado de alguns personagens secundários, mas sem aprofundar em nada, e são passados cheios de traumas pesados e só jogam isso para caso algum outro personagem queira lembrar disso e jogar na cara para pedir favores. 

Se você não levar a sério consegue tirar algumas risadas, assim como o que acontece com Succession da HBO que usa esses clichês mas de uma forma cômica de fato. 

O final da temporada é pior ainda, Quem Matou Sara foi renovada para segunda temporada então precisou segurar o público mais um pouco, sendo assim sem revelar de fato o assassino e ainda colocando mais mistérios que aparecem nos últimos minutos do episódio. É segredo em cima de segredo, afinal, eles são ricos e poderosos, sempre tem espaço para mais uma sujeira.

Nota do crítico: 1,0 = ruim

0,0 = péssimo
1,0 = ruim
2,0 = regular 
3,0 = bom
4,0 = ótimo
5,0 = excelente

fiz cinema e eu adoro filmes de terror e sci fi, principalmente se tiver pelo menos 30 anos de idade. adoro ficar discutindo séries por horas!
Post criado 19

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo