Gêneros Literários

O mundo da literatura é imenso e sempre nos traz uma nova descoberta. Não importa qual seu autor ou saga favorita, se você escolhe o livro pelo hype ou julga ele pela capa, mergulhar nesse universo tão grande é maravilhoso. E não importa qual foi seu primeiro, você sempre vai querer mais um e mais um e mais um.
No entanto, esse grande universo é muito mais do que capas bonitas, best sellers e hype. Você pode ter um gênero favorito e nem perceber isso. E aí entramos em uma espiral profunda de gêneros literários. Para ajudar os marinheiros de primeira viagem ou mesmo os velhos marujos tentando se reencontrar em meio a esse imenso oceano de possibilidades, vamos entender melhor sobre essa dinâmica dos gêneros.

4 partes de um todo

Os gêneros literários, diferente do que pensamos, são divididos em quatro: lírico, épico, narrativo e dramático. Dentro deles existem subgêneros, e eles são bem mais conhecidos por quem vê um filme, série ou lê um livro. Será que seu perfil de leitura se encaixa em algum deles?

Lírico

Esse é um gênero conhecido dos amantes apaixonados, pessoas de almas sensíveis. Ele é encontrado em versos escritos em prosa e facilmente reconhecidos pela musicalidade das palavras nesses versos. De uma forma mais direta, esse é o gênero dos poetas. As rimas encontradas em escritos de autores como Vinicius de Moraes, por exemplo, se encaixam perfeitamente nesse gênero. Se você se identifica, já sabe que sua alma é doce e sensível.

Épico

O épico pode ser visto tanto em histórias mais realistas como em histórias fantasiosas. Também encontrado em forma de prosa, porém com um narrador presente. Existem ótimas obras desse gênero, dentre elas estão duas grandes epopéias: Odisseia e Ilíada, ambas escritas pelo poeta grego Homero. Vale a leitura, afinal a grande guerra entre gregos e troianos é muito bem retratada em Ilíada. Se esse é seu gênero, mergulhe profundamente e aproveite. Pode acabar descobrindo grandes obras e autores inesquecíveis.

Narrativo

Esse talvez seja o gênero mais conhecido. É uma variante do gênero épico, um pouco mais desenvolvido. Também existe a presença de um narrador, porém em meio a narração acompanhamos as ações dos personagens, visualizamos os espaços, etc. Esse é o gênero dos romances, dos contos, novelas, crônicas e fábulas. As obras literárias que mais chegam a se tornar best sellers são desse gênero e aí existe um oceano ainda mais profundo de histórias, desde fantasia como Harry Potter até romances teen como A Culpa é das Estrelas.

Dramático

Dramático ou teatral. Quem não gosta, não é mesmo? É nele que mora o conflito do ser humano e de seu mundo. Existe muita encenação, no entanto não há um narrador. Tragédia, comédia, drama. Um ótimo exemplo desse gênero são as obras de William Shakespeare, afinal ele é o autor de obras como Romeu e Julieta e Um Sonho de uma Noite de Verão, clássicos que já tiveram mais de uma releitura, inclusive trazida para o gênero narrativo.

Essa resenha ainda é muito maior que isso, o mar é muito mais profundo e agitado do que parece. Digamos que hoje só vimos a ponta do iceberg e que depois que você encontra a que mais se encaixa ao seu mundo, só você pode escolher o quão fundo pode ir e o quanto dos outros mares quer desbravar.

Amante da leitura, seja jornal, livros ou hqs. Adora um conta de fadas, inclusive é toda trabalhada na Fiona: meio ogra mas com coração de princesa. Marvete assumida com amor. EXLSIOR. E um café, por favor, bem forte e sem açúcar.
Post criado 68

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo